Selo dos 20 anos da PND é lançado na abertura da Jornada de Estudos Estratégicos da Defesa

Selo dos 20 anos da PND é lançado na abertura da Jornada de Estudos Estratégicos da Defesa

Brasília, 17/11/2016 – A Jornada de Estudos Estratégicos, promovida pela Chefia de Assuntos Estratégicos do Ministério da Defesa, nesta quinta-feira (17), no auditório do Comando Militar do Planalto, foi palco do lançamento do selo personalizado e do carimbo comemorativo dos 20 anos da Política Nacional de Defesa (PND). Para o ministro da Defesa, Raul Jungmann, a homenagem marca os anos de reflexão e aprofundamento da Política de Defesa do país, traduzidos  pelo documento enviado ao Congresso Nacional.

As peças filatélicas foram recebidas pelo ministro da Defesa em ato solene
As peças filatélicas foram recebidas pelo ministro da Defesa em ato solene

Concedido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, as peças filatélicas foram recebidas pelo ministro da Defesa em ato solene.

“A edição de 1996 da PND foi produto de reflexão interministerial no âmbito da antiga Secretaria de Assuntos Estratégicos, dos antigos Ministérios militares, do Itamaraty e da antiga Casa Militar. Os objetivos centrais elencados em 1996 foram reafirmados nas Políticas de Defesa posteriores”, contou o ministro em seu discurso.

Também participaram do lançamento o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), almirante Ademir Sobrinho; os comandantes da Marinha, almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira; do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas; e da Aeronáutica, brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato.

Jornada de Estudos Estratégicos

Após o lançamento do selo comemorativo, Jungmann abriu a 3ª edição da Jornada de Estudos Estratégicos, que teve como tema “O pensamento Estratégico de Defesa no Brasil”. O ministro elogiou a iniciativa, que visa estimular a integração dos diversos atores que trabalham com assuntos de Defesa e contribuir para ampliação do debate sobre Defesa Nacional junto à sociedade brasileira.

“A instituições representadas aqui nesta sala participaram ativamente da construção desse pensamento estratégico ao longo da nossa História, em especial da evolução do pensamento de defesa”, afirmou o ministro. Na palestra inicial do evento, Jungmann ainda mencionou os objetivos nacionais de Defesa, a cooperação entre países para execução de projetos de Defesa e a possibilidade da ocorrência de conflitos que exigem sanções políticas e econômicas. “Esses temas são fundamentais para que o Brasil fortaleça sua dupla dimensão de Defesa: a cooperação e a dissuasão”, salientou o ministro.

Raul Jungmann encerrou sua palestra propondo aos participantes da Jornada o debate sobre questões da pasta como o limite do soft power brasileiro e cenários estratégicos globais e regionais, entre outros.

A terceira edição da Jornada de Estudos Estratégicos tem representantes do Ministério das Relações Exteriores, do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, da Escola Superior de Guerra, do Instituto Brasileiro de Estudos de Defesa Pandiá Calógeras, da Escola de Guerra Naval, da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, da Universidade da Força Aérea, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, da Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança, universidades e instituições de fomento à pesquisa.

Foto: Tereza Sobreira/MD

(MD ASCOM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *