Sempre no alto e com visão permanente da Pátria, Pavilhão Nacional é substituído em solenidade, em Brasília

Brasília (DF) – Uma homenagem aos heróis brasileiros que tombaram durante a Missão das Nações Unidas para Estabilização no Haiti (MINUSTAH), ao longo dos 13 anos de atividade no país caribenho, marcou, no domingo, 4 de fevereiro, a solenidade de substituição da Bandeira Nacional, na Praça dos Três Poderes, na Capital Federal. O Exército Brasileiro, por meio do Comando Militar do Planalto (CMP), realizou a tradicional cerimônia cívico-militar, que acontece no primeiro domingo de cada mês, com a finalidade de preservação do Pavilhão Nacional.

A solenidade contou com a apresentação do coral do Colégio Militar de Brasília; com uma Salva de Gala de 21 tiros, executada pela tradicional Bateria Caiena; e com o desfile de tropa do CMP, dentre eles, os integrantes do 1º Regimento de Cavalaria de Guardas, com seus uniformes históricos. O evento, aberto ao público em geral, tem o objetivo de estimular na sociedade a pratica do civismo, do patriotismo e do culto aos símbolos nacionais.

Durante a cerimônia, procedeu-se à leitura de texto alusivo à MINUSTAH, traçando um histórico desde 2004, relembrando as histórias de homens e mulheres da Forças Armadas brasileiras para restabelecer a segurança e normalidade institucional no país do Caribe, após sucessivos episódios de turbulência política, violência e desastres naturais. As autoridades presentes depositaram uma corbelha de flores em frente ao capacete azul, que, na ocasião, representava a figura de militares que morreram durante a missão internacional. Um minuto de silêncio, sob o toque de cornetas, foi executado em memória a todos aqueles que tombaram no exercício de suas funções no país.

A solenidade foi presidida pelo General de Exército Manoel Luiz Narvaz Pafiadache, Chefe do Departamento-Geral do Pessoal do Exército, acompanhado do General de Exército Cláudio Coscia Moura, Chefe do Departamento de Engenharia e Construção; do General de Divisão Márcio Roland Heise, 2º Subchefe do Estado-Maior do Exército; do General de Divisão Luiz Carlos Pereira Gomes, Comandante Militar do Planalto; além de outras autoridades militares, embaixadores e adidos militares estrangeiros.

A Bandeira

Hasteado no Planalto Brasileiro, o Pavilhão Nacional é substituído mensalmente em formato de rodízio, executado pela Marinha, Exército e Aeronáutica, além do Governo do Distrito Federal (GDF).

A Bandeira possui um mastro de 100 metros de altura e 24 hastes em círculo, simbolizando a convergência dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e as unidades da Federação.

O peso da bandeira ultrapassa 40 kg, com um tamanho total de 286 metros quadrados. Na base do mastro, está escrita a frase que reforça a consciência de patriotismo na sociedade: “Sob a guarda do povo brasileiro, nesta Praça dos Três Poderes, a Bandeira, sempre no alto, visão permanente da Pátria.”

Fotos: Sd Soares/ Sd De Siqueira

Fonte: Agência Verde-Oliva

(CCOMSEX/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>