Warning: mysqli_set_charset(): Error executing query in /var/www/html/folhamilitaronline.com.br/web/wp-includes/wp-db.php on line 792

SOAMAR RIO entregar prmios do concurso Amaznia Azul em 15 de maro

Com a presena do Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Junior, ser realizado no prximo 15 de maro s 15:00 horas, no Salo Nobre do 1 Distrito Naval, a entrega dos prmios do Concurso Amaznia Azul.

O Jri especial do Concurso Amaznia Azul que teve como membros os acadmicos Arnaldo Niskier, Domnio Proena, da Academia Brasileira de Letras, dos Professores Ana Carolina Letichevsky, Paulo Rosa e Maria de Lourdes Pinheiro de Aguiar Freire da Fundao Cesgranrio, Contra-Almirante Amintas da Silva Viamonte e Capito de Mar e Guerra (IM) Christian Alexander Short, destacaram que os textos tiveram grande profundidade e simbologia.

O concurso dividido em duas categorias: um destinado a Estudantes Universitrios e outro para qualquer interessado, teve centenas de inscries o que demonstra o interesse da populao nos assuntos de grande relevncia da nao.

Para o presidente da Soamar Rio Jose Antonio de Souza Batista, este Concurso teve como objetivo despertar na populao a relevncia da questo da Temtica Amaznia Azul, um verdadeiro Eldorado de riquezas, um patrimnio incalculvel para os brasileiros.

Deve ser destacado a participao especial da Fundao Cesgranrio neste projeto, cujo Presidente Professor Carlos Alberto Serpa de Oliveira destinou uma grande equipe acadmica e tcnica para dar suporte ao concurso.

A grande vencedora no segmento Universitrio foi aspirante da Escola Naval Francisca Sarah Dantas Brito, enquanto da populao geral, o Sr. Lucas Motta Domingues.

Os demais vencedores da categoria Universitrio foram os seguintes:

2 – MAYKON MOTTA MARINS

3 – ADRIANO BERINGUY

4 – GIULIA BRAGANCA RUBIN ROSA

5 – SAMIRA SCOTON

6 – MATHEUS DUTTON RODRIGUES ALVES

7 – CAROLINA MARIA ANDRADE MOREIRA

8 – PAULA HETIENE OLIVEIRA HIGINO

9 – PAULA SILVA PEREIRA

10 GABRIELLE SILVA LOYOLA

Na categoria da Populao em geral, os demais vencedores so os seguintes:

2 – ANDREIA GONCALVES MATTOS CAVALCANTI

3 – REINALDO RIBAS PIMENTEL

4 – MARCOS VINICIUS MORAES DOS SANTOS

5 – FELIPE DIAS CARDOSO

6 – MARCELO HENRIQUE ALVES CARVALHO

7 – MARINA NUNES DA CUNHA RABELO

8 – PEDRO DE ALVARENGA LION

9 – ANA CAROLINA MATOS MELO

10 – MARCO PINHO FERREIRA

Os textos vencedores so os seguintes:

Categoria Universitria

AMAZNIA AZUL: O PATRIMNIO MARTIMO BRASILEIRO

H quem defina o mar como uma vasta extenso de gua que representa cerca de 70% da superfcie da Terra, mas tambm h quem afirme que o mar divindade e que o ir e vir das suas ondas so a representao da efemeridade da vida. O mar isso: para uns, Geografia e, para outros, poesia.

Porm, irrefutvel que o mar encerra um sem nmero de riquezas, muitas das quais ainda inexploradas em razo de diversos fatores, sejam eles polticos, econmicos ou tecnolgicos. Embora j tenha havido considervel evoluo no que concerne a esse aspecto, ainda existe carncia de subsdios para a realizao de pesquisas por parte das universidades, o que compromete sobremaneira a evoluo brasileira em termos de conhecer o real valor do seu mar.

A Marinha do Brasil, ao fazer uma analogia abundncia de recursos naturais que pode ser encontrada na regio da Floresta Amaznica, estabeleceu a denominao Amaznia Azul para intitular a extenso de gua martima sob jurisdio brasileira.

O que se qualifica como Amaznia Azul compreende a regio da Zona Econmica Exclusiva, em conjunto com a Extenso da Plataforma Continental. A Zona Econmica Exclusiva (ZEE) brasileira uma rea de 3,5 milhes de quilmetros quadrados, cujos recursos vivos e no vivos da gua, do solo e do subsolo pertencem ao Brasil. A Extenso da Plataforma Continental aumenta a jurisdio brasileira sobre os recursos naturais do mar em 963 mil quilmetros quadrados, totalizando uma Amaznia Azul de aproximadamente 4,5 milhes de quilmetros quadrados, quase 52% do territrio terrestre do pas.

Esse espao martimo foi oficialmente nomeado e delimitado por ocasio da entrada em vigor da Conveno das Naes Unidas sobre o Direito do Mar (CNUDM), no dia 16 de novembro de 1994, data em que comemorado o Dia Nacional da Amaznia Azul.

patente que o mar encerra importncia tanto estratgica dada a infinidade de batalhas navais j ocorridas ao longo dos anos , quanto econmica em razo dos recursos minerais e biolgicos que podem ser explorados em sua extenso.

A Amaznia Azul contm imensas reservas de petrleo e gs, uma admirvel biodiversidade marinha, diversos minrios, como ouro, metais pesados, sulfetos polimetlicos, areia, calcrio e diamante, e ainda representa o principal canal de transporte para a execuo do comrcio exterior. Ademais, vlido ressaltar a importncia das atividades de pesca e turismo, cujo palco principal o litoral brasileiro.

Diante disso, percebe-se imensurvel a necessidade de proteger essa dimenso territorial, tanto em relao proteo ambiental, contra a destruio dos biomas, quanto em relao explorao indevida por outras naes. Nesse contexto, a Marinha do Brasil ocupou posio de destaque no que tange patrulha e defesa das guas jurisdicionais brasileiras, garantindo a soberania do poder naval.

Com esse escopo, foi iniciada, em 2013, a Operao Amaznia Azul, que consiste na capacitao dos meios navais para emprego na garantia da segurana navegao e na realizao de patrulhas que cobam atos ilcitos em relao s guas jurisdicionais brasileiras.

A atuao da Marinha do Brasil essencial para a salvaguarda das fronteiras martimas, uma vez que no existem delimitaes fsicas visveis para facilitar o controle de acesso, havendo apenas a presena dos meios navais.

Dessarte, todos os brasileiros possuem o dever de conhecer e valorizar a real magnitude desse patrimnio martimo que simbolizado pela alcunha Amaznia Azul. O futuro do Brasil depende dos brasileiros, que precisam lutar veementemente pela preservao dos seus recursos naturais, a fim de garantir um porvir digno para o pas e para as prximas geraes.

CATEGORIA POPULAO GERAL

To rica quanto a verde

senso comum que nossa natureza deve ser preservada. Entretanto, quando se fala de preservao ambiental, logo se pensa em rvores, matas, florestas e animais como os existentes na Floresta Amaznica, a nossa Amaznia Verde. Todavia, h, aqui mesmo no Brasil, uma outra to grande e to rica quanto essa, que muitas vezes esquecida ou se desconhece sua importncia e o tamanho da sua biodiversidade: a Amaznia Azul. A mesma consiste no territrio martimo brasileiro e dividida em trs reas. Cada uma delas apresenta um motivo especial e, ao mesmo tempo, comum, para clamar por sua preservao.

A primeira demarcao, que alcana 12 milhas nuticas de largura a partir da linha de baixa-mar do litoral brasileiro, chamada de Mar Territorial. nela que acontece boa parte da pesca, extrao de recursos naturais, explorao cientfica, turismo e transporte martimo, este ltimo protagonista das importaes e exportaes, fundamentais para a manuteno do suprimento do pas e do comrcio exterior. onde se encontram tambm milhares de espcies da fauna marinha, a qual nem sempre preservada como deveria, ameaando, assim, a biodiversidade to importante para esse ecossistema.

funo da Marinha do Brasil exercer a soberania do pas ao monitorar e fiscalizar as atividades que acontecem na Amaznia Azul. Porm, a dificuldade de monitoramento e de fiscalizao de uma rea to extensa impede uma represso efetiva e eficaz das infraes cometidas.

Abrangendo o Mar Territorial, a Zona Contgua e se estendendo ainda at as 200 milhas nuticas da costa est a Zona Econmica Exclusiva (ZEE), onde o Brasil tem soberania para explorar e gerir os recursos provenientes das guas, leito e subsolo. Economicamente de extrema importncia, pois s das Bacias de Campos e Santos so retirados cerca de 2 milhes de barris de petrleo ao dia, o que representa quase toda a produo do pas. Essa expressiva produo de leo e gs natural se deve tambm ao descobrimento e explorao do pr-sal, o qual indispensvel para o futuro desenvolvimento do pas, graas ao potencial de riqueza apresentado pela sua grandiosidade.

Outras fontes como energia elica e maremotriz tambm merecem destaque, pois reas como o Nordeste do Brasil, por exemplo, devido incidncia de ventos fortes, apresentam grande potencial de gerao de energia com a instalao de turbinas de vento em alto-mar. No Cear se encontra tambm a primeira usina de ondas da Amrica Latina, no Porto de Pecm, um marco do pioneirismo do pas nessa rea que est abandonada atualmente. Alm de demonstrarem mais uma vez a importncia da Amaznia Azul, esses recursos energticos so limpos, renovveis e considerados grandes aliados na busca pelo desenvolvimento sustentvel e preservao do meio ambiente.

O Brasil sabe do peso que a Amaznia Azul tem para o pas, visto que pleiteia com a Organizao das Naes Unidas o aumento da ZEE para at o limite da Plataforma Continental (que pode chegar a at 350 milhas da costa). Houve tambm a ocupao de arquiplagos e ilhas ocenicas, como Trindade e Martim Vaz, que antes eram rochedos abandonados, a fim de garantir a rea martima de explorao ao redor destes e aumentar seu domnio.

Contudo, o pas ainda peca na preservao desses recursos de valor incalculvel. Falta conscientizao por parte daqueles que vivem da sua retirada da nossa natureza. Saber que so finitos e esto diretamente relacionados com o equilbrio do nosso clima e do ecossistema como um todo ajuda a entender que possvel e necessrio que haja respeito e uma explorao consciente para que eles no fiquem ameaados.

Logo, deveria haver maior investimento nessa conscientizao e na fiscalizao das infraes cometidas, a fim de defender as riquezas da Amaznia Azul e garantir um desenvolvimento sustentvel atravs da explorao cientfica e dos recursos, as quais so fundamentais para a prosperidade do povo brasileiro e para o futuro da humanidade.

(SOAMAR_RIO/FM)

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *