Vencedores do 8º Concurso de Dissertações e Teses são premiados

O 8º Concurso de Dissertações e Teses sobre Defesa Nacional divulgou os oito vencedores na terça-feira (11). Do total de 49 trabalhos inscritos, os ganhadores tiveram os trabalhos selecionados por comissão julgadora composta por professores e especialistas da área. Foram premiados os três primeiros lugares nas categorias doutorado e mestrado, bem como oferecida menção honrosa a um trabalho de cada categoria.

Em frente ao prédio do Ministério da Defesa, seis dos oito ganhadores, secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto (Sepesd) do MD, brigadeiro Ricardo Machado Vieira e  diretor do Departamento de Ensino (Depens), almirante Luiz Barros CoutinhoEm frente ao prédio do Ministério da Defesa, seis dos oito ganhadores, secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto (Sepesd) do MD, brigadeiro Ricardo Machado Vieira e  diretor do Departamento de Ensino (Depens), almirante Luiz Barros Coutinho

Na categoria doutorado, o primeiro lugar ficou com o trabalho “O desenvolvimento de valores morais na socialização militar: entre a liberdade e o controle institucional”, da major Daniela Wortmeyer. A pesquisa, na área de psicologia, foi defendida em 2017 na Universidade de Brasília. Daniela acompanhou o desenvolvimento de cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) ao longo de quase quatros anos da formação deles para observar em que medida os valores deles se modificavam durante o processo. “Ao final do trabalho, pude desenvolver um modelo para analisar o desenvolvimento humano no contexto sociocultural específico”, explicou.

Major Daniela Wortmeyer recebeu o certificado das mãos do brigadeiro MachadoMajor Daniela Wortmeyer recebeu o certificado das mãos do brigadeiro Machado

Ter o trabalho premiado foi gratificante para a pesquisadora Daniela, “não só pelo reconhecimento do esforço pessoal, mas também por ser um trabalho na área de ciências humanas”, destacou. Ela alega que é “um campo com muito a ser desenvolvido no âmbito de defesa. Fiquei muito contente com esse olhar de valorização do aspecto humano”, afirmou.

esta imagem não possui descrição

 Com o tema “A polaridade, a balança e as capacidades militares da União Europeia no pós-guerra fria”, a pesquisadora Bruna Rohr Reisdoerfer garantiu a primeira colocação na categoria mestrado. Ela desenvolveu o assunto ainda na graduação e logo após formatura ingressou na segunda turma de civis da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (Eceme). “A gente precisa disso para perceber que faz sentido e que é valorizado na realidade brasileira. Isso me dá mais força para continuar pesquisando nesta área”. Recentemente, Bruna iniciou o doutorado em assuntos estratégicos internacionais, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Os vencedores receberam prêmios que vão de R$ 3 mil a R$ 8.850.  Na categoria mestrado, o trabalho classificado em primeiro lugar recebeu R$ 6.850, em segundo, R$ 5 mil, e em terceiro, R$ 3 mil. Já no doutorado, o primeiro lugar recebeu R$ 8.850, o segundo, R$ 7 mil, e o terceiro, R$ 5 mil.

Na cerimônia, os vencedores também receberam, das mãos do secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto (Sepesd) do MD, brigadeiro Ricardo Machado Vieira, uma panóplia e um certificado com menção à classificação. Na ocasião, ele parabenizou a todos os participantes e afirmou que essa atividade tem “sido cada vez mais forte no Ministério da Defesa”.

esta imagem não possui descrição

O concurso ocorre a cada dois anos e busca estimular a produção de estudos e pesquisas acadêmicas tanto sobre a temática de Defesa quanto segurança nacional, regional e internacional.

As teses de doutorado e dissertações de mestrado são aprovadas em programas de pós-graduação stricto sensu nas áreas de Ciências Humanas, Sociais Aplicadas e afins, integrantes do sistema de avaliação da pós-graduação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), bem como das Escolas de Altos Estudos Militares.

esta imagem não possui descriçãoPara o diretor do Departamento de Ensino (Depens), almirante Luiz Barros Coutinho, o concurso possibilita que a academia e a sociedade debatam o tema defesa. “Todos apresentaram excelentes trabalhos, que terão reflexos para nós. Agradeço por compartilharem conosco todo esse conhecimento”, destacou.

 Por Júlia Campos

Fotos: Keven Cobalchini/MD

(MD ASCOM/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>