Ação interministerial proporciona vacinação dos atletas para as Olimpíadas de Tóquio

Ação interministerial proporciona vacinação dos atletas para as Olimpíadas de Tóquio

Uma ação interministerial, composta pelos Ministérios da Defesa, da Saúde e da Cidadania, com apoio do Comitê Olímpico do Brasil (COB), permitiu que os atletas olímpicos e paralímpicos começassem a ser vacinados, a partir da sexta-feira (14), no Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Porto Alegre, Belo Horizonte e Fortaleza.

20210514_atletas5.JPG
Na Cidade Maravilhosa, a vacinação de 50 atletas e credenciados (delegação, técnicos e jornalistas) teve início, às 11h, no Centro de Capacitação Física do Exército (CCFEx), na Urca, Zona Sul do Rio. Na ocasião, o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, aplicou a primeira dose da vacina na Sargento Ana Marcela Cunha, atleta da Marinha do Brasil nas maratonas aquáticas, e no paralímpico Michel Pessanha, competidor do remo. A medalhista olímpica Rosângela Santos, a nadadora Sargento Larissa de Oliveira, do Exército Brasileiro (EB) e o atleta Sargento Marcus Vinícius D ́Almeida, da Força Aérea Brasileira (FAB), também foram imunizados na presença da imprensa.

20210514_atletas3.jpg
“Em um primeiro momento, todos os atletas ficaram preocupados com o adiamento das Olimpíadas, mas também foi uma oportunidade para todos reformularem o seu trabalho. Poder tomar a vacina traz segurança nessa reta final. Vamos tentar colocar 110% na competição”, disse Ana Marcela Cunha.

O militar atleta Sargento Marcus Vinícius D ́Almeida, do tiro com arco, lembrou que, antes de tomar a vacina, foi impedido de entrar na Guatemala. Agora ele não deve ter problemas para participar das competições até a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

“Agora eu tenho segurança para exercer o meu trabalho. Os atletas estão fazendo a parte deles. Os efeitos colaterais são mínimos se comparado com os efeitos da doença. Aliás, recebemos uma dose e outras duas serão doadas para o SUS”, lembrou o atleta da FAB sobre a negociação do COB com o Ministério da Saúde.

Além disso, o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, destacou a importância da vacina não só para os atletas, mas também para toda a sociedade brasileira.
“A vacina representa a possibilidade de pôr fim a pandemia, apesar de o vírus continuar existindo. Já as Olimpíadas é uma competição movida por um sentimento altruísta, serve de alento para a alma do nosso povo. Nós nos unimos por um motivos comum”.

20210514_atletas2.jpg
Também estiveram presentes na cerimônia de vacinação dos atletas e credenciados no Rio o Secretário Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marcelo Reis Magalhães; o Secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento, Bruno Souza; o General de Brigada Lima Gil, Chefe do Centro de Capacitação Física do Exército; o Diretor do Departamento de Desporto Militar, Major-Brigadeiro Ar Isaías Carvalho; o Presidente do COB, Paulo Wanderley Teixeira; o Superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde do Rio, Dr. Márcio Garcia; o Chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército, General de Exército André Luís Novaes Miranda; e a Secretaria-Executiva do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, Tatiana Alvarenga.

Por Capitão-Tenente (T) Fabrício Costa
Fotos: Marinha do Brasil e Exército Brasileiro

(MD ASCOM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *