Caixa investirá R$ 150 milhões para preservar florestas brasileiras

Caixa investirá R$ 150 milhões para preservar florestas brasileiras

Mais uma adesão ao programa Adote um Parque, do Governo Federal. Desta vez, foi a Caixa Econômica Federal, que deve investir cerca de R$ 150 milhões para a proteção de 3,5 milhões de hectares de florestas brasileiras nos próximos anos. Os recursos serão destinados ao plantio de árvores, preservação das florestas e projetos socioambientais para populações vulneráveis.

O Protocolo de Intenções foi assinado, nesta quarta-feira (12), pelo presidente da Caixa, Pedro Guimarães, e o secretário de Áreas Protegidas, do Ministério do Meio Ambiente, André Germanos, em uma cerimônia no Palácio do Planalto, com a presença do Presidente Jair Bolsonaro.

“Cada vez mais a Caixa abraça o nosso Brasil. É motivo de orgulho para todos nós. Sempre buscamos fazer o melhor”, afirmou o Presidente.

“Nós estamos hoje anunciando o que acreditamos ser o maior programa de preservação ambiental do mundo. O que nós faremos todo o ano é preservar mais de três milhões e meio de hectares. Isso é maior do que vários países do mundo, vários estados de países grandes. É mais do que preservar”, afirmou Pedro Guimarães.

Segundo a Caixa, os recursos que serão destinados são oriundos do Fundo Socioambiental Caixa, que destina parte do lucro para apoio a projetos que beneficiem grupos sociais vulneráveis e de conservação ambiental.

Adote um Parque

O Adote um Parque é um programa criado para atrair recursos com o objetivo de custear a conservação dos parques nacionais. Pessoas físicas e jurídicas, nacionais ou estrangeiras, podem contribuir com as doações; e serão reconhecidas como parceiros do meio ambiente.

Os 132 parques da Amazônia Legal que serão beneficiados nesta primeira fase do programa representam cerca de 15% do território de todo o bioma. O Brasil possui, atualmente, segundo o Ministério do Meio Ambiente, 334 unidades de conservação federais.

Ao adotar um parque, pessoas e empresas contribuem com a proteção legal do meio ambiente. O interessado se compromete, por um período de um ano, a pagar 50 reais ou dez euros por hectare de terra. A área desses parques varia entre 2.574 e 3.865.172 hectares.

Os recursos podem ser aplicados, por exemplo, em ações de combate a incêndios, desmatamentos e também em recuperação de áreas degradadas, reconstrução de cercas, pontes, aquisição de viaturas e infraestrutura em geral. As doações são enviadas diretamente às Unidades de Conservação.

Caixa Refloresta

A Caixa apoia outros programas sustentáveis. Entre eles, a Caixa Refloresta, que destina recursos para a preservação da fauna e flora e prevê investimentos em projetos de educação e socioambientais. A ação tem como objetivo plantar 10 milhões de árvores em todas as regiões do país nos próximos cinco anos, em vários biomas.

Lucro recorde da Caixa

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, lembrou que, mais uma vez, o banco obteve um resultado positivo, mais de R$ 4,5 bilhões de lucro. “O maior lucro da história para o primeiro trimestre da Caixa. Isso significa o seguinte: um banco que tem as menores taxas da sua história. Quando nós assumimos, nós reduzimos a taxa de juros do cheque especial de 14% para 1,8% ao mês. Reduziu as taxas do rotativo do cartão de crédito, do consignado, do crédito imobiliário. Ao mesmo tempo que reduz essas taxas de crédito, tem recorde de empréstimos.”

(PLANALTO/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *