Major-Brigadeiro Barros assume chefia do Centro de Controle Interno da Aeronáutica

Major-Brigadeiro Barros assume chefia do Centro de Controle Interno da Aeronáutica

Na cerimônia, o Major-Brigadeiro Eurico se despediu do serviço ativo da FAB

Major-Brigadeiro Intendente Gilberto Barros Santos assumiu a chefia do Centro de Controle Interno da Aeronáutica (CENCIAR) na quinta-feira (03/12) em Brasília (DF). O oficial-general recebeu o cargo do Major-Brigadeiro Intendente Eurico Jorge de Lima, que também se despediu do serviço ativo da Força Aérea Brasileira (FAB).

MAJOR 1

Com cursos de ciências contábeis pela Universidade Católica de Pernambuco e pós-graduação em auditoria contábil, o novo chefe do CENCIAR terá como desafios conduzir o Centro de Controle Interno da Aeronáutica em um momento delicado da economia brasileira, o que produz reflexos no orçamento da Força Aérea.

“O País esta vivendo uma situação sensível, e essa situação atinge também o orçamento alocado ao Comando da Aeronáutica. Então, com a nossa equipe de auditores capacitados, nós buscamos cumprir bem a nossa missão, que é de buscar legalidade, qualidade e responsabilidade fiscal na gestão dos recursos públicos no âmbito do Comando da Aeronáutica”, destacou.

Veja entrevista com o novo Chefe do CENCIAR:

Para atingir essa meta, o CENCIAR, que é uma unidade com apenas três anos de criação, dirige e coordena as atividades de controle interno das diversas organizações da Aeronáutica em todo o Brasil. Nos últimos dois anos, todas as unidades da FAB foram auditadas. O que significa dizer que elas passaram por um exame cuidadoso e sistemático das atividades desenvolvidas nas organizações.

As principais ferramentas utilizadas para estabelecer esse processo são o trabalho dos auditores (em dois anos também, o CENCIAR formou mais de 30 novos auditores) e a implantação do Sistema de Controle Interno da Aeronáutica (SISCONIAER). A metodologia tem o objetivo de otimizar o registro e a supervisão das atividades relacionadas aos trabalhos de auditoria.

O CENCIAR responde, ainda, a órgãos de controle externo, como Tribunal de Contas da União (TCU), Controladoria-Geral da União (CGU) e Ministério Público Militar. De acordo com um dos representantes do TCU, Reginaldo Oliveira, a parceria com o controle interno das instituições é fundamental.

“Conforme diz a Constituição Federal, nós precisamos contar com o apoio do controle interno das instituições. Eu vejo essa relação como algo essencial. Nós precisamos do trabalho do controle interno para conseguir fazer o nosso trabalho”, ressaltou.

Despedida do Serviço Ativo

Durante a cerimônia de passagem de cargo, presidida pelo Comandante da Aeronáutica – Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato -, foi realizada a despedida do Major-Brigadeiro Eurico.

MAJOR 2

Com 42 anos de serviço, ele destacou, em discurso, a parceria com os colegas, a ampliação do papel da Intendência na Força Aérea Brasileira, e a época como instrutor do Curso de Formação de Oficiais Intendentes na Academia da Força Aérea (AFA).

Ressaltou também o período que chefiou o CENCIAR. “Eu vejo o CENCIAR como uma referência no controle interno do País”, finalizou.

Veja a entrevista:

(CECOMSAER/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *