Ministro da Defesa visita posto de vacinação noturno em Brasília

Ministro da Defesa visita posto de vacinação noturno em Brasília

Nessa quarta-feira (05), o Ministro da Defesa, Walter Souza Braga Netto, visitou o posto de vacinação contra a Covid-19, localizado na Praça dos Cristais, no Setor Militar Urbano (SMU). Ele estava acompanhado pelos Comandantes da Marinha, Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos; do Exército, General Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira; e da Aeronáutica, Tenente- Brigadeiro do Ar Carlos Alberto Baptista Júnior.

foto 1.jpeg
Parceria entre o Governo do Distrito Federal (GDF) e as Forças Armadas, a unidade foi inaugurada na segunda-feira (03) e atende de segunda a sexta, no horário, das 18h às 23h. O ponto de vacinação funciona na modalidade drive-thru e é voltado ao grupo prioritário, conforme o calendário de imunização do GDF.

“As Forças Armadas estão empenhadas na Operação COVID-19 e nossa missão prioritária, hoje, é a vacinação. Lembro que os militares fazem a vacinação nesse horário exatamente para facilitar a vida de muitos que não podem vir no horário de expediente”, enfatizou Braga Netto.
A aplicação das doses é feita por militares do Comando Conjunto Planalto (CCP), que atuam na área da saúde e foram treinados pela Secretaria de Saúde do GDF. No local, são aplicadas a primeira e segunda dose do imunizante.

No momento da visita do Ministro, também estava presente o Secretário de Saúde do Distrito Federal, Osnei Okumoto. Ele destacou a importância da prevenção com a vacina e agradeceu o apoio dos militares. “Iniciamos aqui para firmar cada vez mais esse nosso laço de cooperação com as Forças Armadas”, disse sobre a abertura do posto.

foto 3.jpeg

Para organizar melhor o atendimento, os profissionais se posicionaram em quatro pontos. Em cada um deles, técnicos de enfermagem da Marinha, do Exército e da Aeronáutica se dividem no preenchimento de formulários, em prestar orientação ao público e aplicar o imunizante.
O Chefe de Escalão de Saúde da 11ª Região Militar, Coronel Médico Rubens Ricardo Britto Coimbra, explicou que existem duas triagens na chegada ao drive-thru. Na primeira, são verificadas as condições clinicas da pessoa a ser vacinada e, na segunda, a documentação para confirmação dos grupos prioritários estabelecidos pela Secretária de Saúde.

foto 4.jpeg

Coordenadora técnica da equipe de vacinação, a enfermeira e 2º Tenente do Exército Raquel Borges supervisiona o trabalho dos profissionais de saúde que aplicam o imunizante. Ela reforçou a importância do cuidado no armazenamento da vacina, que necessita ficar em temperatura adequada até a aplicação. “Fico no controle de toda parte técnica, supervisionando as vacinas e os técnicos”, explicou.

Nos dois primeiros dias, 986 pessoas foram vacinadas no local. No momento, as Forças Armadas contam com 10 postos de vacinação contra a covid-19, sete no Rio de Janeiro e um posto em Belo Horizonte, Belém e Brasília.

foto 5.jpeg

No âmbito da Operação COVID-19, os militares apoiaram a aplicação de 197 mil doses em indígenas de áreas remotas. A ação é feita por meio de parceria entre os Ministérios da Defesa e da Saúde, por intermédio da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI).

Operação COVID-19

O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate ao novo coronavírus. Nesse contexto, foram ativados 10 Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia.

As demandas recebidas pelo Ministério da Defesa, de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros, são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliarem a possibilidade de atendimento. De acordo com a complexidade da solicitação, tais demandas podem ser encaminhadas ao Gabinete de Crise, que determina a melhor forma de atendimento.

Fotos: Alexandre Manfrim

(MD ASCOM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *