Ministros da Defesa do Brasil e do Mali se reúnem para fortalecer cooperação

Ministros da Defesa do Brasil e do Mali se reúnem para fortalecer cooperação

Brasília, 05/03/15 – Os ministros da Defesa do Brasil e do Mali se reuniram no dia 5 de março para tratar do fortalecimento de parcerias técnicas no campo militar. No encontro, o ministro malinês, Tiéman Hubert Coulibaly, demostrou interesse em adquirir seis aeronaves Super Tucano, de tecnologia brasileira, e apresentou ao Jaques Wagner duas minutas de acordos de cooperação na área de Defesa.

O ministro malinês Tiéman Hubert Coulibaly manifestou a Jaques Wagner a intenção de adquirir seis caças Super Tucano - Foto: PH Freitas
O ministro malinês Tiéman Hubert Coulibaly manifestou a Jaques Wagner a intenção de adquirir seis caças Super Tucano – Foto: PH Freitas

Wagner acenou positivamente em relação ao negócio das aeronaves. “Podem contar com a minha participação no sentido de acelerar e contribuir para finalizar o processo e concretizar a compra”, afirmou. “O Super Tucano é bastante consagrado e reconhecido na área da indústria de defesa internacional”, completou Wagner.

Segundo o ministro Tiéman Hubert, o governo malinês já estava decidido comprar a aeronave, mas a decisão foi ratificada após visita da comitiva africana à sede da Embraer, no interior de São Paulo. “Ficamos surpresos e impressionados com o domínio tecnológico”, afirmou.

Cooperação

Segundo Jaques Wagner, é fundamental que o teor dos acordos de cooperação militar propostos pelos malineses seja analisado e submetido a estudos técnicos para que, então, seja marcada uma data para assinatura.

Wagner prometeu se empenhar em favor do negócio: “O Super Tucano é bastante consagrado e reconhecido na área da indústria de defesa internacional” - Foto: FAB
Wagner prometeu se empenhar em favor do negócio: “O Super Tucano é bastante consagrado e reconhecido na área da indústria de defesa internacional” – Foto: FAB

A preocupação do governo de Mali é obter consistência na área de Defesa e estabelecer ações para combater o narcotráfico e o terrorismo.

Acordos para preparação de tropas para missões de paz, como a que o Brasil lidera no Haiti (Minustah), também foram abordados na reunião. Segundo Jaques Wagner, esta troca de experiências e preparação de tropas para missões de paz independem de aprovação do Congresso.

A visita da comitiva do país africano ao Brasil começou no dia 2 de março e prossegue até o dia 6. Também estiveram presentes na reunião o chefe de Assuntos Estratégicos, general Menandro Garcia, o chefe de Gabinete do ministro, Silvio Albuquerque, e do secretário de Produtos de Defesa, Murilo Barbosa.

Foto: PH Freitas

(MD ASCOM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *