Mobilização militar contra o Aedes alcançou 428 municípios e cerca de 3 milhões de residências

Mobilização militar contra o Aedes alcançou 428 municípios e cerca de 3 milhões de residências

Brasília, 15/02/2016 – Durante mobilização nacional de combate ao mosquito Aedes aegypti, realizada no último sábado (13), os 220 mil militares das Forças Armadas estiveram em 428 municípios de todo o País, número superior ao previsto inicialmente de cerca de 350. Foram mais de 2,8 milhões de residências visitadas.

MOBILIZACAO 1

O trabalho dos militares também foi mais amplo no sábado em relação à expectativa inicial. Além da mobilização da população com a entrega de folhetos e orientações de como combater focos do mosquito, parte dos militares, já capacitados e treinados por órgãos de saúde, também fez vistorias em residências identificando possíveis criadouros do Aedes e aplicando, quando necessário, produtos contra as larvas.

Do total de imóveis visitados, entre casas e terrenos, 295 mil estavam fechados e, em outros 15 mil, houve recusa à entrada dos militares e agentes de saúde que participavam da ação. Os números foram apresentados nesta segunda-feira (15) pelo governo, durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto, em Brasília, sob o alerta de que as ações de combate ao mosquito precisam ser perenes e executadas, de preferência, pelo menos uma vez por semana.

“A mobilização alcançou plenamente os objetivos, integrou a ação das Forças Armadas com as ações do Ministério da Saúde e das secretarias estaduais e municipais de saúde e de todos os outros ministérios, além dos governos estaduais e municipais”, afirmou o ministro da Defesa, Aldo Rebelo, destacando o aspecto de integração, que reuniu todos os níveis de governo, em todas as 27 unidades da federação. “Essa ação foi importante para elevar o nível de mobilização das famílias, o esforço dentro de casa na remoção dos focos”, ressaltou.

O ministro lembrou que, nesta segunda-feira, foi iniciada a terceira etapa da mobilização das Forças Armadas, com a ação de 55 mil militares que, sob a coordenação do Ministério da Saúde, atuarão no combate ao mosquito. “São 55 mil militares treinados, capacitados para a aplicação dos produtos de combate as larvas ou de apoio aos agentes de saúde encarregados dessa tarefa”, explicou.

MOBILIZACAO 2

Nessa fase, que seguirá até o próximo dia 18, os militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica darão apoio aos agentes de saúde percorrendo as cidades endêmicas e, quando for necessário, fazendo a aplicação de produtos.

Aldo Rebelo lembrou ainda que, a partir do próximo dia 19, na quarta etapa da mobilização do Ministério da Defesa, serão iniciadas as ações de mobilização nas escolas e faculdades de todo o país. “A ação será coordenada pelo Ministério da Educação e pelas secretarias estaduais e municipais de educação, com o objetivo de levar orientação aos alunos que, por sua vez, levarão as informações para suas famílias sobre a importância do combate ao mosquito”, afirmou.

Fotos: Agência Brasil

(MD ASCOM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *